quarta-feira, 19 de julho de 2017

Casamento dos meus pais foi restaurado


Este belo testemunho aconteceu na vida dos pais da nossa querida irmã Polyanna, ela compartilhou conosco como Deus é maravilhoso, Ele restaura casamentos sim, mas antes de tudo, restaura vidas. A mãe da nossa irmã persistiu com fé e oração na busca pela salvação do seu esposo e consequentemente teve o casamento restaurado, hoje colhe os frutos de uma boa plantação.

Obrigada Poly por compartilhar conosco essa linda obra que o Senhor operou na sua família, que Deus continue abençoando seu pais e que em breve você volte para contar o seu testemunho, creio que será tremendo!!!!

Sol

................................................................................................................

Quero contar o testemunho da minha mãe, ela persistiu em oração e não desistiu do meu pai e nem de Deus.

Meu pai namorava uma mulher de Deus antes de namorar com minha mãe, mas ele tinha tanto ódio de "crente" como ele dizia, que terminou com essa mulher, pois a mulher não largava Cristo. Depois disso ele foi procurar uma mulher dentro da igreja católica, minha mãe era professora de catequese e ele quis namorar ela, pois pensou, que ela nunca seria “crente”. Namoraram, se casaram e tiveram 4 filhos, eu sou a mais velha. 

Quando eu tinha 4 anos, meu irmão nasceu pré-maturo, ele era deficiente, tinha os pés tortos, talvez nunca andaria. Minha tia (irmã do meu pai) era “canela de fogo” (crente fervorosa) na igreja Deus é Amor, disse para minha mãe que Deus curaria meu irmão. Minha mãe estava com cirurgia do meu irmão marcada para o dia seguinte, mas resolveu ir à igreja com minha tia (escondida do meu pai) e foi assim que naquela noite meu irmão foi curado, os pés dele voltou ao normal, ele não precisou de cirurgia e hoje anda normalmente. 

Minha mãe ficou maravilhada com o que Deus fez e começou ler a palavra de Deus, e se converteu, mas meu pai não aceitou, queria terminar com ela por conta da sua decisão em buscar a Jesus Cristo, morávamos em frente à igreja Metodista Wesleyanna, meu pai ia todos os dias de culto, fechar as janelas e portas da igreja, ameaçava de matar o pastor e sempre que dava, minha mãe ia lá. Meu pai vendeu a casa para não ter de ouvir as pregações e para impedir a minha mãe de ir à igreja, mas ela não desistiu. Quando numa noite, ele chegou bêbado em casa, rasgou as roupas dela e mandou ela usar roupa de "puta", quebrou uma moto com as mãos (eu era pequena, mas me lembro da noite sangrenta em minha casa, ficamos em pânico), ele bateu nela, ela teve de fugir para casa de minha tia durante a madrugada e deixou eu e meus irmão trancados no quarto. 

No dia seguinte ele não se lembrava (ou fingia não lembrar). Mesmo diante de tudo isso, ela não desistiu de Jesus e lembro dela orando toda noite junto de mim e meus irmão pedindo a libertação dele. Ela nunca falou mal dele para gente, nunca reclamou dele, sempre nos dizia que Deus prometeu salvar meu pai, e nos incentivava a orar por ele.

Um dia ele arrumou outra mulher (OM), ficou noivo, ele era caminhoneiro e ficava semanas fora de casa. Eu nunca vi minha mãe chorar por causa disso, nem reclamar, nem brigar com ele (se o fazia era longe dos filhos). Então, ela resolveu se batizar e ele a proibiu, trancou toda a casa para que ela não saísse, brigou com os irmãos da igreja. Diante de tudo isso, minha mãe entendeu que não era o momento e esperou com paciência. 

Uma semana depois meu pai ficou enfermo, apareceu um caroço nos seus testículos, e ele gritava de dor durante o dia e a noite. Minha mãe foi firme cuidava dele, e disse para ele, “você só vai sarar quando deixar eu batizar”. Ele resistiu mais 3 dias, até que não suportando mais a dor, permitiu o batismo da minha mãe, e permitindo imediatamente os testículos desincharam. 

Nessa altura ele já tinha rompido com a OM nunca mais soubemos dela. No dia do batismo, ele acompanhou ela, pois ele entendeu que era grande o Deus na vida da minha mãe. 

Eu com 12 anos de idade era convidada a pregar em algumas igrejas, e meus pais pela primeira vez me acompanharam (o homem que me fazia ir para o catecismo no sábado, e minha mãe que me levava para Escola Bíblica Dominical). Ao final da ministração da palavra, perguntei se alguém queria aceitar a Jesus Cristo, como único e suficiente salvador, para minha surpresa, meu pai já estava lá na frente!!! Gloria a Deus.

Hoje minha mãe diaconisa na Igreja Metodista Wesleyana e meu pai membro firme e fiel ao Senhor, na mesma igreja onde ele muitas vezes fechou as portas, estão casados há 30 anos e são muito felizes. Deus é lindoooooooo!!! 

Deus restaura casamentos, mas antes disso Ele restaura pessoas, se você está passando por alguém problema no seu casamento não desista, só que antes busque sua salvação e o resto Deus fará por ti.


Polyanna Emmerick
criare.projetosexecucao@gmail.com

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Deus restaurou meu casamento



Hoje é dia de comemorarmos mais uma vitória do Senhor que atendeu o clamor de sua serva e não permitiu que mais uma família fosse destruída. Não tenho palavras para agradecer a Deus tamanho cuidado com seus filhos que o buscam de profundo e sincero coração, a cada dia vemos o seu agir em restaurar casamentos, resguardar as famílias e o mais importante nos conceder a salvação.

A Michelle entendeu o valor de ter Deus como alicerce do seu lar e orou incessantemente pela volta do esposo e pela restauração do seu casamento, depois de muito choro e luta, o Senhor entregou essa vitória em suas mãos. Estou muito feliz com sua vitória e anseio pelo dia que veremos ela testificar mais uma vez a misericórdia do Senhor quando todos em sua casa estiverem servindo ao Senhor com amor e alegria.

Deus abençoe seu lar Michelle, você é a menina dos olhos de Deus, não pare de lutar e orar por sua família, esse é seu dever como mulher sábia. Um forte abraço!!!

Sol

................................................................................................................

Estou aqui para testemunhar a obra que Deus fez na minha vida e para incentivá-los a não desistir. Muitas vezes recorri ao Blog Restaurar Casamentos que me ajudou muito, principalmente quando estava desanimada e corria para ler os testemunhos de outras mulheres, isso me dava alimento para não desistir e prosseguir na minha batalha.

No dia 20/05/2017 Diego saiu de casa muito furioso e dizendo não voltar mais, pois não tinha mais amor e queria paz porque a vida que tínhamos não dava mais para ele, estávamos brigando incansavelmente.

Eu me voltei para Deus clamando a Ele pela minha mudança de comportamento, pois entendi que eu estava agindo errado com meu marido e na minha vida em geral, então começou aí minha caminhada na esperança e busca pela restauração do meu casamento, do meu marido e da minha.

Foram dias muito difíceis, eu em uma semana emagreci uns 4kg porque não comia e nem dormia, só consegui dormir se tomasse remédio. Diego foi para casa de um tio e lá ficou por 3 semanas e dia 17/06 foi para casa da mãe dele que é ao lado da nossa casa. Quando isso aconteceu tive muito medo porque assim tão perto, eu poderia ver e saber de coisas que iriam me magoar ainda mais. E foi então que no dia seguinte, um domingo, fui ao culto e mais uma vez eu pedi: “Senhor eu tô com medo, fala comigo nesse culto e me dá a palavra que preciso. E Ele é tão maravilhoso que em dado momento o pastor falou, NÃO TENHA MEDO, APENAS CREIA EM MIM!”

Nossa naquela hora eu abri um sorriso dentro da igreja rsrs, e agradeci ao Senhor por seu cuidado e amor comigo, em todo momento eu pedia sinais de se realmente estava no caminho certo e Ele sempre me respondeu. Quando fez um mês que Diego tinha saído de casa eu fiquei muito mal, pois a saudade só apertava e a falta dele na minha vida se tornava mais dolorosa. Então resolvi conversar com ele, mesmo ele não querendo. Perguntei se ele ainda se mantinha na decisão de não voltar para casa, e ele disse que sim. Foi uma conversa boa para mim, embora ele tenha feito de tudo para me machucar, mas eu estava tão na presença do Espírito Santo que não me entristeci com as coisas duras que ele me disse.

Eu em oração constante não me afastei mais do Senhor e cada dia pedia que Ele me amadureça mais, me dê sabedoria e força para lidar com toda aquela dor, uma dor que não dói só na alma, mais também no físico, durante o primeiro mês eu fiquei de cama com febre e dores de tanto que sofri. Meu Deus eu não tinha a menor ideia de quanto amava esse homem e quanto ele era importante para mim.

Nesse primeiro mês fiz um encontro da igreja “o Amós”, que foi maravilhoso, libertador e me ajudou a liberar muitos sentimentos de tristeza que eu tinha dentro de mim em relação a várias pessoas, eu senti que realmente lá fui curada e não tenho mais o peso que tinha quando cheguei lá.

Então no dia 27/06 depois de muito chorar e sofrer por Diego eu já cansada e decidi que não iria mais sofrer, nem chorar por causa dele. Decidi entregar realmente a minha causa nas mãos de Deus e parei de ficar me mortificando por causa dele, então me senti melhor e a angústia passou, o Senhor me amparou e me confortou.

No dia 28/06 Sophia caiu doente, creio eu por causa do emocional dela que estava muito abalado, afinal ela fala no pai o tempo todo, estava sofrendo muito com tudo isso, ela pede pelo pai na hora de dormir quase todos os dias. 

Dia 30/07 eu descobri sem querer que Diego estava em um site de relacionamento e fiquei com muita raiva dele, quase desisti mais graças a Deus estar comigo não deixei meu coração se abater e continuei firme na fé, continuei orando pela vida de Diego todos os dias.

Hoje dia 01/07 estava no hospital com a Sophia porque a febre já a dois dias não cedia e a médica resolveu fazer exames para ver o que estava acontecendo, ela analisou os RXs e graças a Deus não deu nada. Ela começou a tomar antibióticos e melhorou aos poucos.

Dia 02/07 eu chamei Diego para ver Sophia, mas na intenção de conversar com ele pois meu coração ardia para dizer a ele o quanto eu o amava e queria ele de volta. Então ele não se mostrou disposto a vir, provavelmente para não termos conversa mesmo (parece que ele já sabia minha intenção). Então, depois de insistir eu deixei ele a vontade para não vir, orei por ele e acabei adormecendo. De repente toca a campainha e ele chegou, nesse momento Sophia já dormia e eu pedi a ele para conversar e ele aceitou.

Nessa conversa consegui mostrar a ele o meu arrependimento, meu amor, carinho e desejo de ter ele de volta na nossa casa, então depois de muita conversa ele se rendeu ao sentimento e nos beijamos por muito tempo e foi maravilhoso, mais ele disse: “isso não é um sim para minha volta. Depois dessa conversa eu preciso pensar, pois tenho medo de voltar e voltar tudo que eu não gostava no casamento”. Eu com minha pouca sabedoria já adquirida durante esses dias de deserto, soube entender e aceitar o lado dele e disse: “tudo bem, pense então e saiba que estou aqui e oro por você todos os dias”. E chegou a hora de ele ir embora e como o inimigo não dorme ele preparou uma armadilha para ferir o coração do meu marido na saída e jogar por terra toda nossa conversa e avanço para reconciliação. 

Logo que Diego saiu de casa, em um acesso de raiva eu troquei as fechaduras da casa e foi isso que o inimigo usou para tentar destruir nossa conversa, Diego ficou muito chateado e foi embora bravo. Eu fiquei mal com a sensação que todo progresso tinha ido por terra. Fui a igreja, pois era um domingo e na volta implorei para que ele ouvisse minha explicação sobre o que aconteceu e graças Deus ele aceitou, conversamos e nos beijamos mais, e ele disse que iria pensar sobre tudo mais que novamente isso não era um sim para volta dele. 

Eu continuei orando por ele todos os dias, pois estou num propósito de 30 dias de oração e creio que as coisas já estão mudando, afinal já no 7º dia consegui essa conversa e o coração dele deu uma amolecida e senti seu amor por mim novamente, revestido de medo, mais o sentimento ainda estava ali. Gloria a Deus!!

Na segunda dia 03/07 ele agiu normalmente e eu também para não constrangê-lo. No dia 07/07 conversamos ao telefone e resumindo ele disse que ficou balançado a voltar no domingo mais depois de um dia passado ele voltou ao ponto de partida (medo e não querer mais), disse que todo dia tem uma batalha entre a vontade de voltar e o medo, mas por enquanto o medo está vencendo. Eu nesse dia já mudei minhas orações, pedi a Deus fazer sua vontade e se não for para ser, que ele tire esse amor do meu coração porque não aguentava mais, estava no meu limite. 

Então novamente tentei descansar meu coração no Senhor e deixar Ele fazer a obra que havia me prometido, ter minha família de volta. Eu já estava bem mais tranquila crendo que o Senhor iria agilizar tudo, pois eu já estava ficando cansada daquela recusa toda pelo meu marido, e voltei minhas orações para que se cumprisse a obra do Senhor logo.

No sábado dia 08/07/2017 eu acordei me arrumei pois tinha compromisso logo cedo, Sophia pediu para ficar com o pai e eu a deixei lá, fui resolver minhas coisas e na volta minha cunhada me chamou para ir na rua com ela e eu disse que não podia pois tinha um aniversário para levar Sophia às 13hs, ela então chamou a mãe e Sophia como estava lá na casa da avó, quis ir com elas também. Nesse momento me veio na cabeça, essa é a hora para falar com Diego a sós, de um jeito que não tínhamos conseguido ainda, então esperei elas saírem e fui lá na casa da mãe dele. 

Ele meio durão mais acabou me beijando por sua própria iniciativa, e dali isso era por volta de 12:15, engatamos uma longa conversa que durou até 16:30 e para honra e glória do Senhor, ele se decidiu em voltar para nossa casa e tentar novamente.

Sei que minha luta ainda não acabou, imagino a fúria do inimigo agora sobre minha família com essa vitória do Senhor, mas eu não vou esfriar e nem deixar de orar, pois agora começa a segunda parte do testemunho que é levar meu marido e meu filho aso caminhos do Senhor e nossa família toda ficar no centro da vontade de Deus. A luta vai ser grande, pois nenhum dos dois gosta muito de ir a igreja, mais vou intensificar minhas orações com Deus agora ainda mais, e creio voltar aqui para dar esse testemunho por completo.

Deus é fiel em cumprir tudo que nos promete, creia mesmo que todos te digam que não vale a pena, fale com Deus e pergunte a Ele se vale a pena e se Ele disser que sim, NÃO TEMA APENAS CREIA E BUSQUE A ELE!

Michelle Gama





quarta-feira, 5 de julho de 2017

Testemunho do cuidado do Senhor



Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração" (Oséias 2:14)
É no deserto que colocamos em prática a total dependência do Senhor, é naquele lugar árido que Ele com sua misericórdia nos socorre e com seu amor nos abriga, tudo na vida amados tem um propósito. Foi passando por provações que nossa irmã Dulcilene (Du) reconheceu a magnitude do amor de Deus para com ela e sua família. Hoje é dia de nos alegrarmos com mais um lindo testemunho de bênçãos recebidas, aliás, esse é muito mais que um testemunho é a comprovação do cuidado e direção do Senhor!!!

A Du aprendeu em seu deserto a confiar e se entregar nas mãos do Senhor. Se hoje você está como ela um dia esteve entregue-se a Deus e coloque aos seus cuidados todas suas dificuldades e espere que Ele te conduzirá para o que for de melhor nessa terra!

Fiquem na paz!

Sol

................................................................................................................
Deus é bom em todo tempo. Gratidão a Ele pelo prover na minha vida no deserto.

"Mudaste o meu lamento em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria. Para que o meu coração cante louvores a ti e não se cale. Senhor meu Deus te darei graças para sempre" (Salmos 30-11:12)

Amados hoje percebo que Deus não me levou ao deserto a toa, e que precisava passar por ele para aprender muitas coisas e tenho aprendido, hoje com um pouco mais de facilidade porque coloquei Deus no centro da minha vida e da minha trajetória diária.

Bem desde que meu marido foi embora isso por conta de uma outra mulher (OM) (mas esses e outro testemunho que acredito q em breve estarei voltando aqui para dar) ele não pensou que poderíamos passar necessidades, pois eu estava desempregada, como ele tinha dois empregos achou que conseguiria arcar com tudo até mesmo com a OM. Mas Deus não deixou que isso acontecesse, não sei o porquê.

Ele saiu em janeiro/2017, em fevereiro me ajudou com as contas de janeiro e umas de fevereiro, a alimentação eram tickets, dois para ser exato, que dava para suprir as necessidades das meninas, temos 3 filhas. Fiquei com tudo para pagar sozinha, até faxina que nunca tinha feito fui fazer, também sei fazer salgados e bolos que me ajudaram, recebi algumas encomendas e consegui pagar uma conta ou outra.

Só que a minha preocupação maior era a conta de luz e leite das meninas. E eu prostrava aos pés do senhor clamando que não passasse pela humilhação de ir com minhas filhas para casa da minha mãe, que mesmo ela sendo evangélica tem muita raiva do meu marido e não o perdoa. Eu sabia que se fosse para lá ouviria coisas que machucariam ainda mais o meu coração.

Deus ouviu as minhas orações, são exatamente sete contas atrasadas e não foi cortada a energia. Quanto ao leite das meninas, toda semana alguém aparecia com duas ou três caixas de leite. Deus usava pessoas p me abençoar.

Como falei anteriormente, eu tinha dois tickets de alimentação deixados pelo meu marido, só que em abril ele perdeu o emprego por justa causa sem ter feito nada para que isso ocorresse, pois sei como ele é responsável no trabalho e uma coisa que aconteceu lá levou a isso (também contarei mais detalhes no próximo testemunho).

Estou aqui para dizer que Deus cuida de nós em cada detalhe, não me deixou ser ainda mais envergonhada e nem passar fome. As coisas que foram cortadas como TV e telefone Ele rapidamente enviou recursos que eu pudesse pagar. A luz eu clamei a Ele que me desse a oportunidade de pagar e que não permitisse que cortasse até que eu pudesse pagar.

E mês passado Deus me abriu uma porta de emprego, ainda estou devendo a luz, mas sei que essa semana pagarei todas as contas atrasadas. Deus tem mudado o meu choro em alegria e colocado a certeza que muito em breve a promessa dEle irá se cumprir. 

Digo a todos vocês que vem passando pelo deserto, entregue tudo nas mãos do Senhor porque Ele faz por você aquilo que você acha impossível.

"Entrega o seu caminho ao senhor, confia nele e ele td fara" (Salmos37:5)

Ele é fiel ainda não tive meu casamento restaurado, sei que em breve estarei voltando para dar testemunho da promessa de Deus na vida do meu marido e na minha, pois a promessa e para nós dois.

A paz do Senhor!!!  
Que Deus possa prover na sua vida também assim como fez na minha.

Um beijo no coração de todos!!

Dulcilene (Du)


.

sábado, 1 de julho de 2017

Minha família foi restaurada, glória a Deus!!!


É com o coração transbordando de alegria que partilho mais um testemunho de uma família restaurada pelas Mãos do Senhor, mais uma vez Deus nos prova que a sua misericórdia dura para sempre e que segredo da vitória é não desistir.

Vamos nos alegrar com a benção da nossa irmã Vilmeri que após muitas decepções e erros aprendeu a confiar no Senhor, persistiu em fé e oração para que sua família não fosse destruída. Foram muitas brechas abertas durante o relacionamento que precisavam fechadas e muitas feridas que precisavam de tratamento.

Vilmeri que o Senhor conserve seu milagre e te conduza sempre em sabedoria para que sua casa seja sempre edificada sobre a Rocha que é Jesus Cristo!!!

Sol

................................................................................................................

A Paz amados, é com muita alegria que venho compartilhar com os irmãos a restauração do meu casamento.

Bom, no ano de 2012 eu fazia parte de um grupo de jovens dá minha igreja e como toda mulher solteira, sempre sonhei ter uma família. Comecei a orar e pedir a Deus um varão, e depois de um ano orando ao Senhor nesse sentido, Deus me abençoou. Foi num congresso dos jovens que Deus usou um pastor de São Paulo, um homem de Deus que eu nunca tinha visto antes e muito menos sabia que eu orava nesse sentido. No último dia de congresso quando terminou o culto, esse homem veio até mim e me disse: “Está tudo preparado, o Senhor já marcou o encontro”. Irmãos eu pulava de tanta alegria rs, isso foi em abril de 2013.

Exatamente um mês depois encontrei meu marido, eu estava indo a pé na casa de uma amiga, pra irmos pro culto juntas e como estava chovendo, parou um carro ao meu lado e me ofereceu uma carona, eu fiquei com muito medo, pois nunca tinha visto aquele homem antes e claro não quis aceitar, mais ele insistiu e eu acabei aceitando. Ao me deixar na casa da minha amiga, nós trocamos telefone e saí correndo de dentro daquele carro kkk, mais eu senti algo diferente, e até minha amiga falou, será que não é seu prometido? E eu disse: “eu acho que Deus ia me dar um homem da igreja não um qualquer rs”.

No dia seguinte bem cedo ele me mandou mensagem, e eu disse que fiquei com muito medo dele e ele me disse: “eu percebi, mais não precisa ter medo eu sou de Jesus”. Irmãos, não precisa falar mais nada né rs, Deus é fiel e perfeito! Saímos umas três vezes pra jantar e ele me pediu em namoro.

Bom irmãos, quero contar tudo porque talvez em algum lugar desse Brasil ou mundo tenha alguém que esteja passando a mesma situação que eu passei, por isso não vou esconder nada. Antes mesmo dele me pedir em namoro ele me contou a história da vida dele, filho de uma “mãe da vida”, nunca soube quem era seu pai, tinha uma filha de um relacionamento na qual a mulher engravidou e para que ele assumisse a filha ela exigiu que se casassem, esse relacionamento não durou nem dois meses.

Diante de tudo que tinha ouvido fiquei muito confusa e questionei muito com Deus, mais sempre que eu orava pedindo a Deus uma resposta, Ele sempre confirmava que era sim da vontade dEle. Bom, então resolvi de uma vez por todas namorar com ele, namoramos durante um ano e decidimos morar juntos. Bom irmãos, passamos muitas provas juntos, inclusive pela parte da mãe da filha dele que nos perseguiu muito. Como disse quando o conheci eles já eram separados há tempos de um relacionamento relâmpago na qual restou uma filha. Ele era apaixonado pela filha, mas até para exigir seu direito como pai ele teve que entrar na justiça.

Essa mulher era bipolar e surtava, uma vez ela nos acusou de dormirmos nus com a menina, fumar cigarro e usar drogas na frente da criança (coisa que jamais fizemos), entre outras coisas que nem compensa citar aqui. Meu Deus foi um total desespero! Começamos buscar muito a Deus, fazíamos campanha em casa e Deus nos deu a vitória.

Passados esses tormentos engravidei, mas com três meses de gestação eu perdi o bebê, pois já tinha quarenta anos e tudo se tornava mais difícil. Deus usou uma irmã a qual nos disse que o Senhor nos abençoaria com outro bebê. Depois de seis meses eu engravidei de novo, porém irmãos nesse período fui me afastando do Senhor, meu marido não queria mais saber de ir na igreja, e eu ia muito pouco, raras vezes, mais tudo estava indo bem, pelo menos era o que eu pensava.

Começamos a viver uma vida totalmente errada longe do Senhor, meu marido as vezes me pedia coisas absurdas, como fazer amor comigo e outra mulher e claro eu não aceitava. O que aceitei algumas vezes e me arrependo, foi permitir que ele ligasse pra alguma mulher e deixasse que ela participasse através do telefone, era horrível, me sentia humilhada, mais como eu passei a idolatrar meu marido e tinha medo de perde-lo acabei aceitando essa situação. O inimigo cega a gente a tal ponto, que eu burra e cega achava que nosso relacionamento só cresceria, meu Deus como eu fui cega!!!

Com o tempo meu marido começou a se transformar numa pessoa agressiva, qualquer coisa me batia e começou a ficar grosso demais comigo. Eu chorava e dizia a Deus que eu não aguentava mais aquela situação, foi quando nos separamos pela primeira vez. Comecei ir à igreja, a buscar a Deus e uma irmã de uma outra igreja que não me conhecia, disse que quando eu me posicionasse Deus restauraria meu casamento. Passei a ir à igreja mais frequentemente e logo meu marido voltou pra casa, mais eu não vigiei irmãos não prossegui nos caminhos do Senhor e saí da igreja novamente, quando foi em janeiro desse ano, exatamente um dia antes do Ano Novo, meu marido saiu de casa.

Na verdade, um mês antes da gente separar, ele começou a agir de uma maneira estranha comigo, implicava com tudo em mim, até no meu jeito de falar, começou a ficar grosso demais, totalmente frio. Não deu outra, logo vieram as brigas, eu não soube vigiar, deveria ter corrido aos pés do Senhor, mais fui tola entrei na dele.

“Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos” (Provérbios 14:1)
Nesse dia tivemos uma briga feia e ele ameaçou me agredir, foi onde mandei que ele fosse embora, e ele foi. No dia seguinte já estava arrependida, mandei uma mensagem para ele pedindo que ele voltasse, mais ele me respondeu que nós dois nunca mais voltaríamos. Passei a me humilhar muito, e quanto mais eu me humilhava, mais ele se afastava e me dizia coisas horríveis, pra me ferir. Irmãos eu fiquei sozinha com a bebê, desempregada, tendo que devolver a casa onde morávamos porque estava para vencer o contrato.

Simplesmente me vi sem chão, sem ter pra onde correr, e ele não estava nem aí, alugou uma casa para ele e foi curtir a vida, foi onde me derramei de coração aos pés do Senhor, e disse: “Senhor, só te peço uma coisa, não me abandone, me ajude por favor!”. Uma semana depois eu encontrei uma kitinet com um aluguel bem em conta e fui morar com minha filha, como recebo uma pensão que é pouca conseguia pagar o aluguel. Recebi muitas doações de amigos e os irmãos da igreja me ajudavam com alimentos e leite pra minha filha. Foi um período em que aprendi depender totalmente do Senhor.

Passei a buscar a Deus de todo meu coração, eu chorava o dia inteiro, mais chorava nos pés do Senhor, eu orava sem cessar, um dia eu estava procurando testemunhos de restauração de casamentos e encontrei o blog da Sol, o Restaurar Casamentos, mandei um e-mail, contei minha história me senti acolhida. Agradeço a Deus, pois recebi muita força do grupo, de pessoas usadas por Deus que me chamavam no privado para me encorajar. Foram momentos de muita dor, tristeza profunda, eu chorava muito, não comia, não tinha vontade de sair de casa e quando saía, não queria voltar, tudo era muito vazio, horrível mesmo.

Um dia meu marido foi até minha casa ver nossa filha e eu me ajoelhei e implorei pra que ele voltasse, irmãos foi horrível!! Ele me humilhou muito, disse que não gostava mais de mim, que era pra eu arrumar outro, que nunca mais ficaríamos juntos. Quando ele foi embora, mais uma vez corri pro Senhor, a dor era tão grande que eu me arrastava no chão da sala e gritava, parecia que estavam arrancando um pedaço de mim. Foi quando eu decidi que nunca mais pediria pra ele voltar.

Ele ia visitar a bebê e eu até saía de perto pra ele ficar a vontade, ia fazer outras coisas sabe, e fui buscando força em Deus e me aconselhando no blog. Foi quando eu aprendi a deixar ele ir e o mais importante, confiar em Deus e nas suas promessas, eu não tinha promessas de homens, mais de Deus e eu tinha que confiar e esperar o tempo dEle. Passei a me arrumar melhor, coloquei um sorriso no rosto, embora estivesse com o coração dilacerado, mais Deus era minha força, e acreditem irmãos eu comecei até a me conformar com a situação e a ausência do meu marido. Passei a orar e pedir a Deus que fizesse a vontade dEle na minha vida, e se não fosse devolver meu marido que tirasse ele do meu coração.

Quando ele vinha visitar nossa filha eu o tratava com respeito, carinho e passei a não demostrar mais tanto interesse, logo eu que colocava meu marido num pedestal e ficava o adorando, ao invés de adorar ao nosso criador. Isso foi uma das coisas que mais aprendi nesse deserto. Nesse período o meu marido começou a se aproximar e no mês de abril ele pediu pra que ficássemos juntos que estava com saudades, e eu aceitei é claro. Como eu aprendi nesse deserto que não devemos dizer não aos nossos maridos, eles continuam sendo nossos maridos, nós é que estamos em um deserto pra aprendermos mais de Deus e melhorar nosso caráter.

Depois disso ele não me deixou mais, porém vinha, ficávamos juntos e depois ele ia embora, as vezes até dormia em casa. Comecei a orar e pedir a Deus que toda vez que ele viesse, que não sentisse vontade de ir embora, e quando fosse embora, sentisse vontade de voltar. Há uns vinte dias ele veio e não voltou mais pra casa dele, quando foi na última segunda-feira ele me disse que queria voltar, Deus é fiel amados!! 



Amados, sejam firmes e fortes, não permitam que o inimigo destrua a família de vocês. Deus não coloca um desejo no nosso coração que não seja dá vontade dEle, principalmente quando você pede a direção do Senhor, não deixem que palavras usadas por pessoas venham te desanimar. Eu mesma nesse deserto encontrei pessoas que se diziam usadas por Deus, mas foram usadas pra tentar me desanimar, mais eu tinha somente um alvo, Jesus!!
"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?" (Mateus 7:7-10).
Nunca olhem as circunstâncias, confiem naquele que tudo pode através da nossa fé e perseverança, Deus não vai agir na dúvida ou na ansiedade, descansem em Deus, por mais difícil e impossível que pareça, lembrem-se "Deus é o Deus do impossível!”. 


Vilmeri (Mery)