quinta-feira, 19 de abril de 2018

Deus cumpriu a promessa em minha vida e restaurou meu casamento


Fico muito feliz em receber um testemunho maravilhoso como esse da nossa amiga, Natália; Mais feliz ainda em saber que a confiança que ela depositou no Senhor foi maior que as dúvidas e as circunstâncias que se achegaram na sua vida.

"Natália que a presença do Senhor seja seu refrigério diário e que o amor de Cristo fortaleça sua família para que agora unidos em uma só comunhão prossigam buscando o reino de Deus".

Sol
................................................................................................................

A uns três meses mais ou menos atrás eu estava doente com uma bactéria muito forte que não era vencida pelos antibióticos e eu fiquei muito mal, e aí uma companheira de oração, a Adelina, convocou a todas do grupo de restauração um clamor pela minha saúde!!! E naquela madrugada eu fui curada para honra e glória do Senhor!! Na mesma madrugada Deus me visitou e me disse algo muito forte e eu não contei a Ninguém, só estou voltando lá atrás para vcs verem como Deus trabalha em nossas vidas. 

Naquela madrugada depois de agradecer minha cura, eu orava pelo meu esposo como faço todas madrugadas, e Deus me disse aguarda os 300. Eu na hora me lembrei do jejum que faço de 12 horas todos os dias até a volta do meu esposo pela minha restauração, eu tenho um diário no celular Onde marco minhas orações e coloco lá os dias do meu jejum e aquele dia era o dia 250 e eu pensei será que meu milagre chegará nos 300 dias? 

Então me alegrei pq Deus falou: “aguarda os 300”, porém fiquei quieta e não disse nada para ninguém, não queria nem que o diabo soubesse disso kkk. Um outro dia na madrugada também uma irmã do grupo do qual sou ADM a irmã Simone, postou os dias de luta dela e eu ri pq não era só eu que estava contando os dias e disse que os meus tinha 250 e poucos dias, de repente veio a Adelina (minha parcera que é ADM juntamente comigo) e disse invadindo o nosso papo “Aguarda os 300”. 

Eu fiquei estaziada pq eu não tinha falado nada o que Deus tinha me dito a uns dias atrás, e me alegrei pq Deus estava confirmando, outro detalhe naquele dia ainda disse “Adelina os 300 dá no mesmo mês que o pastor Adriano disse a 9 meses atrás que eu estava gerando um milagre, conta 9meses da sua gestação. Foi aí que eu fiquei orando e confiando no meu Deus. Nesse meio tempo muita coisa aconteceu, meu marido desapareceu nunca mais me deu notícia, dia 18 de janeiro de 2018 tinha sido a última vez que falei com ele e ele disse: -“negah vou voltar pra casa”, e do nada ele desapareceu. 

Não tive notícias alguma dele, mas continuei confiando e acreditando na promessa dos 300. Quando estava nos 280 dias tive o primeiro questionamento e preocupação ao mesmo tempo, um dos amigos dele foi até a casa dos meus pais perguntar se eu tinha notícias do meu esposo, meu pai disse que não, e me falou o ocorrido. O amigo disse que ele não dava sinal de vida desde 20/01, eu me preocupei pq ele não falar comigo era uma coisa, mas não falar com mais ninguém era preocupante, mesmo assim me mantive confiante de joelhos no chão. 

Todos onde nós morávamos começou a me perguntar dele a notícia que ele tinha desaparecido se alastrou, meu esposo não tem família só eu e nossa filha, mas os supostos amigos vizinhos que se diz preocupados começaram a me crucificar queriam que eu fosse na delegacia fazer Boletim do desaparecimento dele, eu com temor a Deus pq estou no deixar ir, não podia ir atrás. 

E o povo me condenando que eu tinha que ir atrás, aí liguei para o patrão dele e perguntei dele, o patrão disse ele não vem trabalhar desde 20/01, e o patrão disse que ligou para ele dia 23/01 e uma mulher atendeu e disse que ele tinha saído e deixado o celular em casa, chorei rios naquele dia, o diabo começou lançar medo, dúvida na minha mente. 

Eu pensei, “Ele tá lá Feliz com a OM por isso sumiu e não tem cara nem de me dizer a verdade”, mas continuei de joelhos no chão esperando os 300 chegar proclamando Romanos 8.28 “todas coisas cooperam para o bem”, então vou confiar. E foi aí quando estava no dia 294 veio a seguinte conversa, chegou aos ouvidos da minha irmã que ele havia morrido, aí minha irmã veio me contar, eu disse a ela: “Ele não morreu, fui a igreja ontem no domingo e orei a Deus a respeito do sumiço dele e Deus me disse *continue crendo*, *Só confie*”. 

Então disse a minha irmã Deus disse para eu confiar, *Eu vou confiar*. Logo depois fui orar dizendo a Deus que eu não aceitava isso que eu cria nele, que ele não me deixasse desamparada pois coloquei o nome dele a prova daquelas pessoas. Eu dizia para todos não se preocupe ele está nas mãos de Deus, “não me deixe passar por louca Senhor pois é assim que estão me vendo”. 

Aí ouvi uma mensagem da Nathalia Leandro onde ela dizia vc vai sentir o gosto da sua vitória, deixem falar, orei com ela e de repente o telefone toca, era meu esposo dizendo que tinha sido preso, que tinha acabado de sair, estava sem dinheiro, sem celular e não tinha para onde ir, e me fez a pergunta tão esperada: “Negah posso voltar para casa? não posso mais viver sem vcs, todo esse tempo sem vcs eu só quebrei a cara, só vc para cuidar de mim pq eu não sei me cuidar, só faço besteira. Tudo que eu tentei fazer deu errado só quebrei a cara nesse ano que ficamos separado”. 

Eu disse sim... recebi meu esposo como o pai recebeu o filho pródigo, não o julguei somente acolhi como Cristo nos ensina. Meus irmãos e irmãs não importa a circunstância, se Deus prometeu não importa mais nada só creia confie e não duvide. Eu deixo a vocês o versículo que me ajudou a ver as dificuldades com outros olhos e continuará me ajudando pq a luta não acabou, 

agora entro para o início da restauração do meu casamento. 

Agora é a hora de botar realmente em prática tudo que aprendi no deserto para não colocar tudo a perder pq o diabo concerteza está furioso pq ele não aceita perder, ele vai contra ataca e eu estou aqui para se defender com as armas espirituais que adquiri nesse um ano de deserto, sempre levando comigo Romanos 8.28, “ Todas as coisas coopera mpara o bem daqueles que amam a Deus e andam segundo a sua justiça”. Sempre que vinher o diabo te mostrar o ao contrário da promessa de Deus lembre se dessa palavra, Deus está sobre o controle de tudo basta crermos. O segredo é confiar e descansar no Senhor. 

Quero deixar aqui meus agradecimentos as pessoas que me ajudaram a chegar até aqui sem elas juntamente a Deus não teria estrutura sozinha para aguentar tudo que aguentei esse ano que se passou de tanta dor e sofrimento, e através dessas pessoas que se disponilizam a ajudar, todo meu sofrimento se transformou em uma grande lição, onde eu também me disponibilizo a passar para aqueles que precisam. 

Que Deus abençoe abundantemente a vida da Miss. Nathalia Leandro e Seu esposo Wesley Meneses, eles não tem noção da força que me deram; da Aghata Cristiane; Juliana do canal Mulher Virtuosa, da Sol, do canal Restauração; do Presbítero Walter Borges, do Pastor Antônio Junior e seus ensinamentos da palavra de Deus; da Pastora Valnice Vanessa e seu esposo; o Ministério Deboras e Gideoes, o Canal Enquanto espero por Restauração; e a chave da minha restauração com Cristo, a Erin Thiele escritora do Livro Como Deus pode e vai restaurar seu casamento, depois que li esse livro nunca mais fui a mesma; e por último não menos importante pq foram peças chaves do qual estiveram comigo a todo tempo acompanhado minha luta de perto e orando juntamente comigo, minha parceira de oração, Adelina; minha irmã da fé e amiga Jade e seu esposo Jefferson que mesmo de de longe oram por mim; meu irmão da fé Jacson e todas as meninas do grupo Restauradas pela fé, meu primeiro grupo do qual tenho como uma família todas ali; o grupo Jornada da restauração onde entrei no meu primeiro relógio de oração e nele já recebi essa vitória; o Grupo Mulheres de oração, onde estamos sempre em oração uma pelas outras e todos os outros que participo, ajudando também somos ajudados. 

Obrigada a todos, continuem orando por mim pq a luta continua, a restaurada foi eu até aqui, agora começa a restauração do meu casamento para honrar e glória de Jesus, amém!!! Todos estão em minhas orações, agradeço a todos que oraram por mim mesmo sem eu saber!!! 

Natália Paulista 



terça-feira, 17 de abril de 2018

Coloquei Deus no trono que antes era do meu marido, assim meu casamento foi restaurado




Deus tem uma forma de tratar cada um de nós e quando reconhecemos isso nossa jornada fica menos pesada, foi o que aconteceu com nossa amiga Silvia, leitora do blog, ela destronou o marido do lugar onde era o de Deus e assim pode enxergar o quão errada foi nos 15 anos de casamento, reconheceu seus erros e mudou o seu comportamento. Deus com sua infinita misericórdia restaurou o seu casamento  e lhe deu a oportunidade de conhecer a graça maravilhosa que é o de viver na presença do Senhor.

"Silvia que sua casa seja um lugar de paz e que sua família viva o melhor de Deus, unidos, firmados na rocha com amor e harmonia".

Sol
................................................................................................................
Comecei a namorar com meu marido no mesmo dia que eu o conheci (14/01/2003), justamente na data de meu aniversário, temos uma diferença de 4 anos (eu sou mais velha), a gente sempre foi muito unido, tínhamos uma sintonia perfeita, sabe aquela coisa de casal perfeito, que todos olhavam e ficavam admirados éramos espelho para outros casais, casamos em maio de 2005, e tivemos nossa única filha em 2009, até o nome dela DEUS nos deu, pois antes de dormir eu orei e pedi a DEUS um nome, e o Senhor em sua infinita bondade me soprou nos ouvidos em alto e bom som, o nome Rebeca (Significa aquela que une), e quando fui fazer a ultra morfológica confirmou que nosso filho seria uma menina. 

Eu morava em Belém quando nos conhecemos (Ele estava na minha cidade a trabalho), meu marido é do Rio de Janeiro, mesmo eu gostando muito dele tive medo de sair do meu Estado e ir para outro, largando a minha família (pais e irmãos) para traz. Então, mais uma vez orei e pedi direção a DEUS se era permissão dele essa união, e novamente DEUS me confirmou usando um Pastor, esse Pastor nunca tinha me visto, não sabia nada sobre a minha vida, mas ele no fim do culto me chamou e disse que via nos meus pés varias malas de viagem, e falou assim: “Minha Irmã Deus me mostrava você fazendo uma viagem para outro lugar, e esse lugar será seu novo lar”. 

Sai dali certa da minha resposta, eu deveria casar sim com meu esposo, então fui na empresa em que eu trabalhava na ocasião e pedi as contas, falei para os meus pais que estava indo embora, e ambos me abençoaram. E assim, segui para minha jornada de casada, casamos somente no cartório (meu sonho é casar na igreja), a minha vida toda foi guiada por DEUS e sempre Deus fazendo milagres, eu não podia ter filhos mas DEUS me concedeu a graça de engravidar, como disse acima, até o nome da nossa herança ele nos deu. 

Eu vivi com meu esposo em lua de mel até fevereiro de 2017, meu marido me dizia que me amava todos os dias, e todos os momentos demonstrava isso, ele vivia pra mim e para nossa filha, um homem super família e integro, nos vivíamos uma relação cheia de amor, respeito, carinho e afinidades. Porém da noite pro dia (em fevereiro de 2017), ele disse que não estava mais feliz com o nosso casamento, que queria um tempo, que havia pensado e refletido, sobre a nossa união, me acusou de várias coisas como exemplo, que eu não deixava ele fazer nada sozinho, que ele era prisioneiro, que ele não tinha amigos, que nós não tínhamos vida social, e que ele queria viver uma nova fase, e ia embora de casa (foram muitas ameaças, o ano de 2017 todo), e a partir dai começou o meu deserto. 

Passei por todas as fases dolorosas de uma separação (dentro de casa, pois DEUS não permitiu ele ir embora), orava, jejuava, e clamava a DEUS......e cada vez mais ele se tornava outra “pessoa”, me desprezando, e me tratando com frieza e indiferença, o ano de 2017 foi o pior ano de minha vida, chorava muito, sofri, minha filha sofreu, ele saia algumas vezes e demorava a voltar (passou a dormir em outro quarto), eu estava desconfiada sobre ele ter outra mulher, mas não tinha vestígios, e ele não assumia, só falava que não estava mais feliz e que não me amava mais. Eu tinha certeza que tinha outra pessoa, pois ele não me procurava mais para termos intimidades, um dia chorando muito pedi a DEUS um finalmente queria saber quem era que estava destruindo minha família, não agüentava mais ser enganada, eu apenas queria saber, então DEUS me mostrou a amante de meu marido, ela também era casada, e da mesma profissão que ele, 10 anos mais jovem que eu, vocês imaginam como eu me senti (a pior das mulheres), mas DEUS sabe de todas as coisas, a partir daí (Eu orei pela restauração do casamento dela e DEUS restaurou, glória a DEUS pois o marido a perdoou). 

Nisso mudei a minha estratégia passei a me valorizar, me arrumar, fazer coisas novas, passei a viver. Comecei a ser outra pessoa dentro de casa, tirei ele do altar, muitas vezes Deus permite o deserto pra gente tirar nosso marido do lugar de DEUS. Eu era o tipo de esposa que vivia somente para ele, ele muitas vezes era o meu “deus” e esse foi meu maior erro, eu super o valorizava, e eu ficava pra traz eu mesma tirei o meu valor. 

Meu testemunho serve para isso, nunca coloquem seus maridos no lugar de DEUS, infelizmente eu me perdi ai e no meio do caminho (nesses 15 anos de relação) eu passei a fazer isso, ele era tudo na minha vida (Só saia se ele estivesse comigo tinha uma dependência física e emocional que não conseguia fazer nada sem ele), e DEUS ficou onde ? E eu fiquei onde?, eu mesma não me valorizava mais, Deus sabe onde, e de que forma tratar. 

A minha virada de jogo foi nisso, quando eu me olhei e pensei: “EI eu tenho um DEUS que é o DEUS do impossível que faz todas as coisas que me ama do jeito que eu sou, eu não vou mais chorar por homem não, eu sou linda, sou valorosa, tenho saúde, emprego e uma filha linda”. Quando minha mente mudou, DEUS virou os olhos do meu marido para mim, e da noite pro dia DEUS fez o milagre no dia 10 de março de 2018, meu marido me chamou e falou que me amava que estava arrependido por tudo que fez, e queria uma nova chance para reconquistar a família dele. DEUS ama as famílias, nunca desista da sua, mas acima de tudo coloque DEUS em sua vida, essa foi a minha lição, estou muito feliz com a restauração do meu lar !!!! DEUS É FIEL!!

Silvia Reis
Suiaetomerebeka@outlook.com

terça-feira, 3 de abril de 2018

Depois de 24 anos em um vício, Deus por seu grande amor me libertou!!!


Deus nos surpreende com toda a certeza!!! Muitas vezes começamos a buscar a face do Senhor pela restauração de um casamento, pela perda de um emprego, por uma situação financeira desfavorável, e quando menos esperamos Ele nos abençoa em algo que para nós humanos era impossível. Hoje nossa amiga Milena veio testemunhar o quão bom foi o Senhor e como Ele a libertou de um vício de anos, no deserto pela busca da restauração pessoal e matrimonial, Deus operou um grande milagre.

"Milena estou muito feliz pelo seu milagre e termino com esse versículo que é verdadeiro e atual "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33 ).

Sol
.................................................................................................................................................................
Esse testemunho é sobre o amor. Sobre o que ele é capaz de fazer, sobre tudo que é capaz de transformar. Mas não é amor do qual falamos diariamente, não é sobre esse amor que aprendemos em casa ou nas demais relações. É sobre o amor incondicional. Amor sem medo. Amor sem orgulho. Amor inexplicável. Amor sem razão. Amor sem merecimento. É sobre aquele que é paciente, que espera o tempo que seja necessário. O amor silencioso, mas insistente. O amor que não acusa. O amor que vê todos os seus erros cometidos e resolve esperar no silêncio. 

O amor que suporta o desprezo, que suporta a negativa em todas as tentativas de aproximação. O amor que, quando se vê caminhando para a direção contrária, vem ao seu encontro, te tira do abismo e nada pede em troca. Eu sou amada, sou muito amada por minha família e amigos, mas, de fato, não conhecia o amor sublime. Todos os dias eu me pergunto: “Como pode me amar, Deus? Conhecendo o meu pecado, sabendo o que eu faço de errado. Como pode me amar assim?” Para letra completa CLIQUE AQUI

O que o Senhor viu em mim, que nem eu mesma sou capaz de enxergar? Porque eu? Porque tanta insistência em quem tem um coração tão duro, tão ingrato?

Passaram-se quase 20 anos. Nossa, nem me dei conta do tempo!!!!!! São quase duas décadas de idas e vindas sem conhecer, sem sentir, sem experimentar. Mas eu recebia bênçãos, muitas. Como entender uma coisa dessas? Quantas pessoas passaram pelo meu caminho e eu não testemunhei sobre Ele. E eu ainda me dizia evangélica! Copo de cerveja em uma mão, cigarro na outra mão. Dizem que eu bebia igual a homem. Porque? 

Porque eu bebia muito e era resistente. Não ficava bêbada com facilidade. Engraçado, comecei a beber, dando como justificativa a minha timidez. Ficava mais solta, me sentia livre, divertida e bonita, características que eu julgava não possuir. Fazia todo mundo rir, exceto uma pessoa (essa falarei em outro testemunho, no momento adequado). E, a cada festa, bebia mais um pouquinho, até chegar em um ponto de não conseguir me divertir sem cigarro e sem bebida. Bebia até sozinha em minha casa. E o Papai só de olho.

Vez ou outra eu me lembrava de Deus. Lembrava que uma hora ou outra a minha conta chegaria, mas não queria pensar nisso agora. Vez ou outra chegava um boleto, mas o valor era “pagável” por meus próprios esforços. No máximo, ia na igreja, ouvia uma pregação no Youtube, me sentia abençoada e voltava para o “mundão”.

E, em um determinado momento, a conta chegou. Essa eu já possuía um valor que eu não tinha condições de pagar sozinha. Deus foi tão misericordioso que, no mesmo dia o procurei. O Espírito Santo estava fazendo guarida em minha casa e eu não sabia. Nem mesmo desconfiava à época. Eu não tinha dado conta, estava muito ocupada correndo atrás da “felicidade”. Nesse mesmo dia eu entendi. Entendi que a minha hora havia chegado. Entendi que Papai queria falar conversar comigo. Não reclamei. Não culpei ninguém….apenas uma tristeza profunda e uma dor imensurável. 

A noite passada tinha sido uma das mais difíceis para mim. Eu já não era uma mulher “forte, corajosa, guerreira”, aquela que, com muito esforço próprio, havia construído ao longo desses quase 20 anos. Estava magra, abatida, sem vida, sem vontade, cheia de culpa, arrependimento, vergonha. Mas, eu entendi! Não tinha mais forças. Não queria mais lutar. Eu desisto! Nunca tive insônia, mas essa noite não consegui dormir. Não queria que o dia amanhecesse. Não sabia o que dizer às pessoas. E eu tinha que dizer. Já não era apenas eu.

Nesse meio tempo, minha família, que era evangélica, se rompe e se permite sair da presença de Deus. Um por vez. Aos pouquinhos para que o trabalho do inimigo não fosse percebido. Restou apenas uma tia para nos sustentar em oração. Quando falo sobre a família, refiro-me à familiar nuclear, que deus reestruturou, além da minha mãe e irmã, uma tia, irmão do meu pai e suas filhas, duas primas. Éramos tão lindas na presença de Deus e pela misericórdia e bondade de Deus, tudo vai ser restaurado, em nome de Jesus. 

Deus percebeu que era um fardo muito pesado, que ela não poderia carregar sozinha por muito tempo. Não se tratava apenas de mim. Era sobre a salvação da minha família que estava em jogo. A nossa casa precisava de alicerce, estava prestes a desabar. Então, eu entendi. Entendi e aceitei o seu chamado. Só esperei o dia amanhecer e fui ao encontro de um pastor. Eu precisava de ajuda. 
Parênteses para a situação desse pastor. Somos primos, na adolescência, fomos muito próximos e compartilhamos experiências no mundão. Mais de 10 anos sem vê-lo. 

Na semana da minha conta impagável sozinha chegar, ele falou comigo no Facebook e pediu meu telefone. Perguntou se eu estava bem e eu orgulhosa e reservada que sou (que eu era), respondi: Sim, estou ótima! Ele não insistiu. Não tentou me evangelizar, apenas me perguntou se estava congregando e me convidou a visitar sua igreja. Falei que sim para despachá-lo e desliguei a chamada. Véspera do ocorrido, ele fala comigo e eu acabei iniciando uma conversa, ele me aconselhou e adivinhem o que eu fiz? Não segui o conselho. Porque eu resolvo as minhas coisas sozinha e do meu jeito. Bato no peito, falo alto e digo: Eu consigo!!!!!!!!

Fato é que minha conta chegou. Chegou às 03h da madrugada e às 10h da manhã eu estava pedindo socorro para esse pastor usado pelo Espírito Santo de Deus para me resgatar. Não gosto de me lembrar desse fatídico dia. Pela misericórdia de Deus eu estou aqui para glorificar o seu Santo e Poderoso Nome.

Então, para honra e glória do Senhor Jesus, voltei para a Igreja. Despedaçada! Mas ainda não era hora de aceitá-lo publicamente. Para que? Para sair novamente? Não. Definitivamente não! Primeiro vou me firmar, depois eu volto e o aceito publicamente.

Engraçado que, apesar de afastada, me pegava conversando com Jesus sempre, mas sempre cheia de pedidos. Só lembrava d’Ele para pedir. Nos últimos dias, como Ele já estava inclinando meu coração, vinha pedindo que me mostrasse uma igreja menor e que eu não conhecesse os membros. Queria ter liberdade para chorar, sem ninguém me perguntando o que estava acontecendo. E, o mais importante, queria ter liberdade de sair quando eu quisesse sem passar pela vergonha de alguém dizer: “De novo????????”. Ninguém mais acreditava na minha volta. E eu me encontrei nessa Igreja. Ah irmãos que delícia. Que bênção!!!!!!!!

Mas tinha uma coisinha. Havia uma coisinha que eu precisava mudar. O maldito cigarro. O pastor dizia, venha como está, Deus vai fazer a obra, não desista por causa disso. Irmãos, eu fumava na madrugada, no momento da oração, no momento da meditação da palavra. Eu parava e falava: Deus, eu não consigo parar. Não dá para mim. Assim que terminava a oração, a acusação era imediata. Eu chorava, mas não era suficiente. Então pensava, já fumei mesmo, vou logo terminar essa carteira e amanhã eu não fumo mais. Até pegar no sono, era um cigarro atrás do outro. Acendia um cigarro na bituca do outro. Incendiava a casa. Trancada em meu quarto, meu filho em outro quarto, e eu achando que ele não desconfiava.

Aí, tenho a brilhante ideia de contar ao meu filho que eu fumava. Eu nunca fumei na frente da minhão mãe, filho e tia. Nesse dia contei para ele e, acreditem, senti paz em meu coração. É impressionante o trabalhar do inimigo. O que não falta nele são estratégias. Fiquei em paz. Não havia mentiras entre mim e meu filho. Meu filho é uma bênção. Meu orgulho, minha alegria. Deus foi muito, mas muito bondoso comigo. Mas o Espírito Santo me incomodou. 

Nunca falei, nem nunca permiti que meu filho me visse fumando e, exatamente, quando retorno para a Igreja, quando decido voltar para os braços de Jesus, eu resolvo publicizar essa informação e logo com a pessoa a quem eu deveria servir como exemplo!!!!!! Dias se passaram e Deus colocou em meu caminho, uma irmão do Grupo Restaurar, do blog Restaurar Casamentos, Mery que me chamou no privado, compartilhou sua experiência de vida comigo e me acendeu a chama do possível. Com Deus, tudo é possível.

Nunca menti para o meu pastor, mas ele sempre cheio de fé e esperança, “calma, minha filha, Deus vai fazer a obra”. Mas eu tinha pressa, não aguentava as acusações. Eu sei que deus nos ama incondicionalmente, sei que suas bênçãos não são condicionadas ao nosso bom comportamento, mas as consequências dos nossos pecados virão.

Voltei para Jesus no dia 04/11/2017 e, em 30/12/2017, o pastor disse assim: “Faça um propósito com Deus. Você consegue. Lembre-se, você não nasceu com isso.” E, no momento da minha oração, pela primeira vez não pedi a Deus para tirar o cigarro de mim, eu fui sincera ao extremo e disse, Deus eu gosto de fumar, eu amo o cigarro. Eu não quero largar o cigarro, se o Senhor não fizer algo, eu também não farei. E, acreditem, desse momento em diante, para honra e glória do seu nome eu não toquei mais em nenhum cigarro. Porém, não tocar é muito, muito pouco para Deus. Ele tirou o desejo, a vontade, a relação de amor que eu tinha com o cigarro. Levou com Ele todas as desculpas que eu usei durante 24 anos em que era fumante.

Antes de encerrar, quero agradecer a Laís e Rosy, ambas também do Grupo Restaurar, que me aconselharam a respeito do cigarro (não sei elas lembrarão desse dia). No dia, não dei a devida importância, não porque não acreditava que isso tinha acontecido com elas, mas pelo fato de eu não me considerar capaz de largá-lo, e não era capaz mesmo. Eu tinha prazer nisso. Na alegria, na tristeza, na angústia, na preocupação, nas notícias ruins, nas notícias boas. Ele era a minha companhia e eu acreditava que estava fadada a esse vício terrível, mas Deus é Deus. O grande Eu Sou.

Dia desses, ouvir uma pregação da missionária Camila dizendo o seguinte (palavras minhas), as bênçãos e milagres não podem ser mensurados. Só quem passou pela alegria de tê-los pode saber. O peso e o valor do milagre só quem recebeu sabe. Porque digo isso? Porque, para quem nunca fumou, para quem nunca foi viciado em algo, talvez não atribua a Deus a autoria do fato ou até mesmo não considere milagre o fato de não ser mais dependente desse terrível vício. 

Desde dezembro estou tentando testemunhar sobre isso e o inimigo trabalhando em minha mente. Primeiro sobre o fato da pequena importância. Quem vai dar importância a um fato tão pequeno e corriqueiro como esse? E, em segundo lugar, em razão do meu orgulho. Pela misericórdia de Deus, já estou sendo tratada nesse sobre esse pecado terrível (depois volto para contar a bênção). Então, desde dezembro tentando escrever, mas naquele texto apenas eu aparecia. Deus não estava lá como autor principal, era apenas coadjuvante. Decidi não publicar. 

Decidi parar de escrever e eis que, em uma conversa do Grupo Restaurar, a irmã Daiani me chama no privado e, entre uma conversa e outra, tocamos nesse assunto. Disse que estava em tratamento sobre o orgulho e também no final do semestre na faculdade, mas fiz uma promessa que por volta de final de abril até meados de maio escreveria. Mas quem disse que o Espirito Santo deixou? Olha eu aqui escrevendo um dos milagres que Deus, em sua infinita misericórdia e amor incondicional, e concedeu viver.

Eu nada fiz para que isso acontecesse. Nada. Exatamente nada. Nada vezes nada. Eu nem empurrei a pedra. Eu não tive qualquer participação nisso. Tudo foi Ele. E amados, se vocês não conseguirem visualizar isso nesse testemunho, eu peço perdão, mas ele só foi escrito para essa finalidade. Exclusivamente para que você "O enxergue" em cada linha escrita aqui. Caso contrário, de nada valeu esperar tanto, orar tanto para Deus.

Por fim, meu testemunho não é para ensinar métodos, estratégias ou táticas para deixar de fumar. Por isso, se alguém pensou em me fazer essa pergunta, esqueça! Eu não sei respondê-la. Eu não sei o que fazer para parar de fumar. Se alguém fuma e Deus já tocou no coração sobre o desejo de parar, apenas ore e entregue a Ele, o mais Ele fará. Apenas creiam, ou não creiam, pois eu não cri, mas a sinceridade do meu coração alcançou o favor imerecido do nosso Deus.

Louvado e engrandecido seja o nome do nosso Senhor Jesus Cristo! Amém!!!


Milena Bonfim

myllarbonfim@hotmail.com

quinta-feira, 29 de março de 2018

O homem faz planos, mas a última palavra vem de Deus, enfim: casada!!!


A "rainha dos testemunhos" voltou e com um grande e belíssimo testemunho, creio que o mais esperado por todos, é com imensa alegria que a nossa amiga Mussani relata o seu grande milagre: seu casamento. Amados Deus é perfeito, Ele sabe como agir, Ele age na hora certa e quando a obra se concretiza só temos que agradecer e glorificá-lo. Nossa amiga buscou tanto por seu casamento e quando descansou no Senhor, Ele a surpreendeu com uma grande surpresa.

"Mussani não tenho palavra para dizer o quanto te admiro e o quanto vejo o agir de Deus na sua vida, Ele te resgatou da lama, te moldou do barro, te queimou no fogo e te transformou numa belíssima mulher, forte, sábia e principalmente, Cristã. Desejo que viva os melhores dias na presença do Senhor e que seu testemunho sirva de exemplo para muitos que buscam pela realização desse sonho."

Sol
...............................................................................................................Bom é com muitíssima alegria que venho relatar mais essa linda e espetacular obra que o Senhor fez em minha vida. Agora sou oficialmente a sra Almeida glórias a Deus... Bom, mas antes vamos relatar como cheguei até aqui. 

Durante nove anos do meu até então "casamento" vivia agindo com a força do meu braço (o que não levou a nada a não ser o que já relatei a vocês em meus testemunhos anteriores que estão no final desse relato) implorando ao meu "esposo" para nós casar que esse era meu maior sonho mas, esse não era o sonho dele, pois só ouvia não. A situação ficou tão crítica que ele chegou até a dizer que se eu falasse novamente em casamento que ele sairia de casa para nunca mais voltar (bom isso aconteceu ele foi mas, para honra e glória de Deus voltou). Não entendia o que podia haver mas, quando entrei no meu deserto percebi que não era a hora nem o tempo de Deus. 

Quando voltamos meu esposo quis casar mais foi só fogo de palha e novamente ele joga um banho de água fria em cima de mim dizendo que realmente não queria e que se eu quisesse ficar com ele assim ou então iriamos nos separar de novo (isso para eu aprender a nunca esperar nada do homem). Com isso aprendi (finalmente kkk) a confiar em Deus e na sua vontade, orei para que se fosse da vontade de Deus que eu queria me casar nem que fosse só no cartório, mas com o passar do tempo tudo demonstrava que esse sonho era impossível (eu tonta esqueci que essa é a especialidade de Deus).

Fui orar e até cheguei a falar com Deus que enterrava esse sonho em meu coração e que nunca mais pediria a Deus sobre esse sonho e realmente esqueci esse assunto durante muito tempo, nem lembrava de casamento ou algo do tipo, tinha me "conformado" com a situação. Até que um dia veio uma prima super distante do meu esposo na casa de uma tia dele e papo vai papo vem entre ela e a tia do meu esposo, ela me vira e diz olha Deus diz: "você enterrou um sonho, hoje Deus desenterra e saiba que você vai casar e não vai ser só no cartório não, vai ser tudo completo e Ele vai providenciar tudo assim como Ele sonhou e planejou". 

Fiquei abismada porque não tinha falado sobre isso com ninguém, somente com Deus mas, para falar a verdade estava tão desacreditada disso que rapidamente esqueci. Passado uns meses vi um vídeo sobre casamento e depois de muito tempo esse assunto me fez chorar novamente, rapidamente fui orar e falei ao Senhor para me ajudar a esquecer sobre casamento porque isso era algo impossível para mim e que não queria estragar o ótimo momento que eu e meu esposo estávamos tendo, depois de tudo que passamos. Relatei no meu testemunho, mesmo orando não parava de pensar nisso e comecei a novamente sonhar e desejar o meu casamento, os dias foram passando e o desejo cada vez mais forte e eu cada vez mais orando e pedindo ao Senhor para eu esquecer.

Quanto mais orava mais pensava e queria, só não sabia que no coração do meu esposo o Senhor acendia o mesmo desejo tão forte quanto o que estava no meu coração, em determinado dia estava eu na pia cortando cebola e meu esposo vem chorando mais um choro tão forte que achei que alguém tinha morrido (até brinquei com ele falando quem está cortando cebola sou eu e tu é quem chora homi), ele logo foi me interrompendo e disse você quer se casar comigo? ele ainda disse "esse é o maior sonho do meu coração te ver entrando de noiva e ser seu esposo para sempre", gente não acreditei, levei na brincadeira porque como disse mesmo o desejo estando ardendo em meu coração achei que isso nunca fosse acontecer, então desacreditei.

Meu esposo logo foi me pegando no colo, me beijando e dizendo que me amava que no dia seguinte iria atrás dos papéis, a noite passou e continuei na minha (vocês devem estar pensando eita muie a bênção vem e tu aí moscando), mas pensa tantos anos e nada acontece, aí quando me calo, tudo acontece (ah da um desconto vai rs) tipo não achei que fosse verdade. No dia seguinte esse homem foi atrás de tudo mas, no mesmo dia fui mandada embora do serviço aí logo pensei, ele vai desistir agora os dois desempregados (duvidando de Deus? Oia oia), mesmo assim meu esposo continuou com o desejo ainda mais forte no coração e continuou firme nas papeladas.

Na semana seguinte fui pegar minha rescisão e pensei agora vai tudo certo (UHUUU) no dia que peguei minha rescisão apareceu um encontro com Deus para irmos e meu esposo quis de todas as maneiras ir e ainda queria levar duas primas para conhecer o Senhor, resumindo o valor iria dar exatamente sem tirar nem colocar um centavo da minha rescisão, na hora já disse que não que iriamos nos casar e que o encontro ficasse para outra época (alguém bate em mim, por favor!!!) mas, o desejo de ir no encontro ardia mais forte em meu coração do que o casamento.

Fui orar e falei assim ao Senhor: "Meu Pai o Senhor sabe o quanto espero por esse dia e justo agora aparece o encontro, Senhor eu confio em Ti e se para ver duas almas se rendendo ao Senhor terei que sacrificar o meu sonho nesse momento eu abro mão e te dou o meu Isaque porque Tu sabe que não tenho mais dinheiro e nem sabemos quando iremos ter mais, prefiro ver o céu ganhando duas almas do que realizar a minha vontade". Passando uns dias fomos ao encontro e foi tudo ótimo para honra e glória de Deus as duas primas dele lá aceitaram ao Senhor e se batizaram também (oh Deus maravilhoso). 

Irmãos (as) acreditem ou não quando sai do encontro estava com meu casamento pago e não é só isso ganhei desde o vestido até o buffet (meu Deus alguém me abane porque assim não aguento). Para ver como Deus honra, me casei no melhor salão da minha região onde o aluguel de uma noite é seis mil e quinhentos reais e para honra e glória de Deus não precisei gastar um centavo. Resumindo (se não irei ficar aqui a noite toda e preciso dar atenção ao maridão pois estamos de lua de mel rsrs), acreditem depois de onze anos realmente sei o que é lua de mel e um casamento de verdade, (para muie com esse negócio de parênteses kkk).

Bom finalizando, Deus é bom e sua misericórdia dura para sempre não precisei gastar com nada, depois de tantos anos tentando não precisei mover um dedo nem para meu esposo querer nem para realizar o meu sonho meu casamento foi agora dia 23/03/18, dia que completou-se exatos onze anos,  tudo perfeito assim como Deus planejou e prometeu. E para honra e glória de Deus tudo foi providenciado por Ele absolutamente tudo, tudo tudinho bom, perfeito e agradável assim como a vontade dEle ❤ 

Termino com esse versículo maravilhoso:

"Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança. Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jeremias 29:11-13)

Mussani
mussani@hotmail.com

Segue abaixo todos os testemunhos da Mussani 




domingo, 25 de março de 2018

Não pela força, mas pelo amor de Deus na vida da minha família - meu casamento foi restaurado


Chorando litros literalmente!!! Como Deus é perfeito, Ele trabalha em nossas imperfeições para moldar-nos segundo a sua vontade. Enfim, esse dia chegou, dia da nossa irmã e minha amiga Camila cantar vitória depois de um período turbulento de sofrimento, autoconhecimento e confiança em Deus, como estou feliz, orei muito para esse dia chegar!! Agradeço a Deus por esse deserto, pois foi nele que conheci a Camila pessoalmente durante minhas férias no Rio de Janeiro, lembro dela chegar toda ansiosa falando tudo ao mesmo tempo, na hora pensei: "E... papai vai ter que trabalhar muito nessa área!!" rsrs, Deus é perfeito Ele trabalhou com maestria. 

"Camila espero que hoje mais do que ninguém saiba que o líder do seu lar é seu esposo e você uma ajudadora, que sua ansiedade em mantê-lo na igreja não adiantou, já que não podemos impor, antes de falarmos algo ao marido, temos que falar e pedir primeiro a Deus. Estou com sorriso de orelha a orelha e oro para que Deus mantenha esse casamento até o fim com amor, confiança e principalmente, paz!"

Sol
................................................................................................................

Nossa!!! Como sonhei e ao mesmo tempo nunca imaginei que escreveria esse testemunho. Bom, eu e meu marido nos conhecemos ainda na faculdade pela internet no ano de 2001. Ele fazia engenharia no Rio de Janeiro e eu fisioterapia no Nordeste. Estávamos de férias em Fortaleza onde morávamos e acabamos nos encontrando pessoalmente, ele me convidou para ir ao cinema e eu com receio acabei levando duas primas. Fomos ao cinema, somente eu e ele é “ficamos” ( gíria da época rs). 

Depois voltamos para faculdade, ele enviou uma carta, mas eu não queria relacionamento à distância, nem respondi a carta. Passaram-se 4 anos e com o Orkut o reencontrei. Mandei mensagem e ele apenas respondeu: de onde te conheço?! Eu pensei: oi?! Como assim? Nossa... nem merece resposta! Nessa época eu estava namorando e não respondi. 

Depois de 6 meses fui fazer pós-graduação em SP, ele também estava lá, viu minha mensagem de novo e mandou novamente uma mensagem. Eu vi que ele estava em SP e fiquei empolgada, resolvi responder rsrs, marcamos um encontro e não nos largamos mais. Começamos a namorar, estávamos grudados, até que ele recebeu uma convocação de um concurso para trabalhar no Rio de Janeiro e me chamou para ir junto. 

Eu pensei: como assim? Eu vim para estudar em SP, não para casar! Mas, Deus é quem sabe de todas as coisas, detalhe: eu peguei aquela carta que ele havia escrito no início da faculdade antes de ir para SP e queimei, pois achei que jamais o veria novamente, Deus me provou que quem dá a palavra final é Ele, somente Ele! 

Viemos para o Rio, começamos nossa vida, tudo maravilhoso! Viemos morar num apartamento que em frente tinha uma igreja, na época estava afastada, mas logo senti vontade de voltar para os caminhos do Senhor. Após um tempo, ele foi comigo à igreja e passou a frequentar. Nos batizamos, ele que era católico, começou a servir, tocar no louvor, participava dos cultos e até administrador financeiro foi, tirou a igreja das dívidas e fez um trabalho muito importante. 

Eu também servia, mas acho que “descansei” e não vigiei o quanto o inimigo ficou furioso com tão grande obra, enfim após essa grande vitória começou o meu deserto e eu nem havia me dado conta. Comecei a pensar em ter um bebê, queria muito e começamos a conversar sobre isso, mas ele não queria. Isso me deixava triste, brigávamos, mas eu jamais achava que isso era uma questão tão importante para ele. 

Até que parei de falar e numa viagem toquei novamente no assunto, ele havia bebido um pouco e do nada disse que queria ter um filho sim e que seria naquele momento. Fiquei meio confusa porque não esperava essa decisão tão rápida. Tive certeza que engravidaria, realmente engravidei e de primeira, uma menina, vivi um sonho e ele também! Estávamos muito felizes, curtimos muito a gravidez, nossos amigos e família também. 

Reformei a casa, fiz o quarto dos sonhos, viajamos para fazer o enxoval na Disney. E aí meu pesadelo começou, no dia que compramos o carrinho recebi um e-mail com assunto referente a trabalho. Paramos o carro após as compras e resolvi abrir o e-mail, meu mundo desabou, fui do céu ao inferno. Como aquela pessoa tão amorosa, incrível, paciente, um gentleman havia feito aquilo? 

Pois tinha... e aí começou meu deserto e jamais imaginava que um dia seria levada ao deserto, estávamos só nós dois lá na Disney, tudo perdeu a graça instantaneamente, mas dei prosseguimento ao enxoval, aos passeios e resolvemos ligar para o nosso pastor aqui do Rio, começamos a conversar e tentar entender o que tinha acontecido. Ele me contou que um belo dia entrou num site de traição e conheceu uma pessoa, que também era casada, terapeuta sexual e dona de um Sex shop. O diabo não brinca em serviço, ele ataca com maestria. Passado um tempo ele enjoou da moça, mas o marido dela descobriu tudo e mandou o e-mail. 

Voltamos ao Rio de Janeiro, sob orientação do meu pastor e resolvemos iniciar terapia de casal, o que a meu ver, não ajudou em nada, só atrapalhou. A terapeuta era cristã, porém eu não sentia que aquilo estava nos ajudando, mas meu marido estava ali, disposto a ter minha confiança de volta e eu ainda ferida e ocupada com a maternidade acabei não dando atenção devida a ele. Nessa época ele também confessou que tinha vício em pornografia e prostitutas. Sob orientação pastoral procurou ajuda médica e psicológica, mas também só piorou a situação, mais uma vez, eu cheia de mim, voltei a trabalhar, fazer cursos e ainda não tinha perdoado meu marido. A raiva e amargura estavam dentro de mim e eu só murmurava na minha terapia e cada vez menos buscava o Senhor, porém nunca deixei de frequentar a igreja. 

Meu marido também nunca deixou de ir à igreja, tínhamos amigos, participávamos dos eventos, mas buscar a face do Senhor era o que menos fazíamos. Eu comecei a ficar neurótica, ciumenta, perseguia meu marido, checando celular e redes sociais, além disso, estava fora do peso, com a autoestima lá no pé. Lembro que no final de 2016 eu o senti muito frio, não fez planos de viajar (quase sempre íamos para nossa cidade) e ele não se empolgava quando eu falava de ceia de natal, presentes, etc. O ano novo passaríamos na igreja, mas antes de irmos ele teve uma conversa comigo que estava insatisfeito com nossa vida, que não tinha tempo pra ele, que eu o sufocava. 

Fiquei profundamente arrasada, não acreditava que depois de tudo que havíamos passado ele falara aquilo, me senti culpada, as escamas caíram, mas não conseguia ver onde estava errando. Mesmo assim fomos para igreja e fui arrasada, só tinha vontade de chorar, a única coisa que lembro do culto era a palavra: 
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8:32

Eu fiquei com aquilo na mente e pensei: Meu Deus, o que ainda falta? Depois ele acabou resolvendo viajar e fomos para Recife, mas lá ele passou a viagem inteira estranho, depressivo, todos notavam, eu passei a buscar mais o Senhor e este me revelou em sonho que algo ruim estava para acontecer e era traição. Detalhe: a primeira traição também me fora revelada em sonho e tinha sido exatamente no dia posterior ao fato. 

Meu marido disse que sempre tinha medo dos meus sonhos. Continuei com aquilo na cabeça e orando a Deus que me revelasse, e Ele me revelou tudo. Abri o facebook do meu marido e vi várias mensagens da outa mulher (OM) que ele tinha se relacionado, detalhe: era uma prostituta. Fiquei chocada, arrasada! Como as coisas podiam ter piorado? Meu Deus!! Meu marido ficou sem saber o que fazer, pois não queria mais ficar com ela, ele sempre dizia que me amava, mas me culpava também. 

Eu, mais uma vez joguei tudo na cara dele, mas sempre tinha o sentimento de perdoar, só não sabia como. Neste dia entrei em contato com o meu pastor e este, não acreditando, falou que agora era caso de separação. Eu disse que não aceitava isso e que meu marido estava doente, aquilo não era normal. Meu marido confessou que realmente havia parado de tomar os remédios (ele tomava antidepressivos) e que por se sentir triste, acabava saindo com prostitutas, que isso era um grande problema na vida dele. Gente, vocês imaginam como eu me senti? Ferida, magoada e cheia de mim mais uma vez, ele era o errado, o meu pastor falava isso. 

Jamais recebi orientação de que o erro também era meu. A prostituta não sossegava, me mandou mensagens, disse todos “os detalhes” da relação deles, do quanto riam de mim, me mandou mensagem no facebook, mandou mensagem até para minha cunhada, ela disse que destruiria a vida dele. Eu não respondi nada, jamais ia me submeter a trocar mensagens com ela, aquilo já me doía bastante, senti pena dela e apenas orei. 

Conversamos e resolvemos dar continuidade a nossa relação, mas mais uma vez eu não sabia como prosseguir e tentava mudar meu marido com as minhas forças. Não voltamos para terapia, mas disse a terapeuta que dava condições para mais um perdão, que aquilo era doença e que ele deveria levar a serio o tratamento. A contragosto ele resolveu fazer o tratamento e fomos as consultas médicas juntos e ele procurou uma psicóloga, que não era cristã. 

Começou a fazer terapia três vezes por semana e super cedo, aquilo diminuiu ainda mais nossa convivência, quase não nos víamos durante a semana. Eu comecei a trabalhar mais, fazer cursos, pouco cuidava da minha casa, pouco parava em casa, final de semana também não ficava em casa, sempre tinha compromisso da igreja ou festinhas de criança. Meu marido não gostava de nada do que propunha, mas nunca questionava. 

Até que ele resolveu voltar a tocar na banda dele e no dia do primeiro show, ele estava muito estranho, naquele mesmo dia, minha empregada ia a uma oração e me mandou uma mensagem dizendo que o diabo estava tentando destruir minha família, ali tive certeza de que vinha chumbo grosso,mas não tinha ideia do que era. Comecei a buscar o Senhor mais e mais,mas estava muito fraca ainda. 

Fizemos uma viagem a SP e eu ciumenta mexi no celular dele e vi os lugares que ele havia frequentado, tinha vários motéis, mas eu também não tinha certeza se aquilo era verdade. Não orei, não perguntei ao Senhor o que eu deveria fazer, resultado: confrontei meu marido e aquilo foi a gota d’água. Ele disse que não aguentava mais e que ia embora, meu mundo caiu, não acreditei!!! Ele disse que em terapia tinha chegado a conclusão de que o casamento era a origem da depressão dele e que não queria mais me fazer sofrer, ele saiu no dia 11 de setembro de 2017 (foi verdadeiramente um ataque nas torres gêmeas). 

Fiquei arrasada e ao invés de chorar aos pés do Senhor fui procurar meu pastor, este disse para deixá-lo ir, começou a me dar conselhos de amor duro, de que meu casamento havia acabado, que ele não nos merecia que meu marido estava errado, era para pedir as chaves do apartamento. Enfim, os irmãos já sabem que isso só poderia nos afastar ainda mais e tudo o que fiz com essa orientação só resultou nisso. 

Uma amiga minha, fiel companheira de oração disse para esperar em Deus, continuar minha vida que ele voltaria. Eu acreditei nisso porque ela teve o casamento restaurado, só não sabia como agir, pois nunca havia passado por aquilo. Procurei outro pastor, que me deu orientações valiosas e o mais importante: bíblicas. Passei a agir diferente, também encontrei o blog da Sol, o Restaurar Casamentos e aí então que foi a virada, fui orientada e entendi que precisava da minha libertação pessoal e de ao invés de atacar meu marido eu deveria orar para a libertação dele, apliquei o deixar ir e li o livro da Erin, o “Como Deus pode e vai restaurar seu casamento”. 

Meu marido alugou um apartamento, mas sempre nos encontrávamos, nunca o proibi de vir em casa, tudo que ele pedia eu fazia e comecei a buscar cada vez mais o Senhor. Claro que no início era por ele, para entender o que estava acontecendo, para acalmar meu coração e a primeira palavra que o Senhor me deu foi Neemias 4:14, fiz uma rápida inspeção e imediatamente disse aos nobres, aos oficiais e ao restante do povo: 
"... não tenham medo deles. Lembrem-se de que o Senhor é grande e temível, e lutem por seus irmãos, por seus filhos e por suas filhas, por suas mulheres e por suas casas” (Neemias 4:14)


Assim entendi a oposição que eu estava sofrendo e que eu deveria lutar pela minha casa, e aí o Senhor foi me mostrando o caminho. Sempre saíamos juntos, ele que me chamava, até chegamos a sair somente nós dois, mas eu ficava super mal depois, pois criava expectativas, até que a Sol um dia falou: “não espere nada! Não acredite em nada do que ele diz, confie apenas no Senhor”. 

Mudei meu comportamento, comecei a olhar mais para mim, pois eu estava vivendo a vida dele, só olhava para o pecado dele, isso me fez emagrecer, malhar mais, cuidar mais de mim e da minha filha. Não deixei de trabalhar, às vezes ia acabada, colocava louvores no celular a caminho do trabalho e o Senhor segurava todas as minhas lágrimas. Ele falava comigo sempre, até em placas de trânsito, pichações, passei a frequentar outra igreja, ouvi palavras valiosíssimas. Lembro de uma igreja que fui em Búzios, onde pregaram sobre o milagre do azeite, e o que ficou na minha cabeça era de que meu milagre estaria em casa. Outra palavra que Deus falou muito comigo foi:

 “Atira teu pão sobre as águas, depois de muitos dias o acharás” (Eclesiastes 11:1)

Foi exatamente isso, quando realmente atirei, soltei... Deus trouxe de volta!! A honra é toda dEle!! Fiz os jejuns do grupo Restaurar e mais alguns meus, nesses jejuns eu via exatamente os meu erros, era incrível! Como me arrependia, as escamas doíam, como doíam!! Chegamos a viajar juntos e isso, graças a Deus ia nos aproximando cada vez mais. Lembro de um dia que meu marido entrou em casa e falou que pediu a Deus para voltar para casa, aí tive certeza de que o deserto era meu mesmo. Ele queria voltar, mas tinha algo que o impedia, e o Senhor sempre me dando uma palavra: 

“A glória desta última casa sera maior do que a da primeira, diz o senhor dos exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos” (Ageu 2:9)

Eu ia para o joelho perguntar a Deus o que estava faltando? Lembro de que assisti uma pregação na outra igreja que falava: “apenas marche!!”, continuei marchando. Parei de murmurar, de reclamar dele e pedia a Deus para que aumentasse o amor que sentia por ele, pois em muitos momentos de tão magoada não sentia nada, mas outro sentimento que sempre vinha era que se eu não parasse de pensar naquilo, Deus não o traria de volta, pois eu tinha que parar de idolatrar meu marido. Eu chorava e Deus falava:

 “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria”(Salmos 126:5)

Lembro de quantas vezes ia entregar meu dízimo na igreja e chorava... chorava... Outra coisa que aconteceu e que tenho certeza de que foi obra do Senhor, foi irmos na outra igreja juntos, mas muitas vezes eu achava que ele que tinha que ouvir a palavra e mudar, sem olhar para mim, eu queria impor que ele frequentasse a igreja por força e não por vontade própria. 

"Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão" (Mateus 7:5)
Era exatamente isso, meus irmãos, eu só olhava para os erros dele, e os meus? Muito santa, né? Enfim, teve um dia que já achando que estávamos próximos, o convidei para fazer um curso nessa igreja e ele disse que iria, mas depois desistiu. Lembro de ter ficado muito mal no curso, quase não me concentrei, não sei, estava com uma angustia muito grande, mas fiz o curso todo e ao final fui ao shopping ao lado comprar um presente para um aniversário que iria a noite. Pois bem, estava eu lá neste shopping, saindo, esperando um Uber, quando olho para o lado e o vejo com a outra. 

Fiquei estarrecida, não sabia o que fazer. Ele não me viu. Eu pensei, como pode? Me trata super bem, chama para sair, viajar, beija e estava com outra? Eu pedi ao Senhor naquele momento auxílio e lembrei imediatamente de uma pregação que dizia: “Você não terá que fazer nada!” E eu não fiz nada, saí do shopping, eles passaram ao meu lado, ainda tirei uma foto e fui para casa. Tremendo, chorando, liguei pra Sol e lembro que ela me disse que era “joelho no chão e cara no pó” e que eu deveria me guiar por Deus, ela ainda me disse que talvez se fosse ela falaria, mas que em tudo deveria ser guiada pelo Espírito Santo. Resolvi perguntar a Deus que me deu essa palavra: 

"...e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa" (Eclesiastes 4:12) Confia!! 

Também o Senhor falou comigo:

“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes. Porque assim diz o Senhor, o Deus de Israel, acerca das casas desta cidade, e das casas dos reis de Judá, que foram derrubadas com os aríetes e à espada. Eles entraram a pelejar contra os caldeus, mas isso é para os encher de cadáveres de homens, que feri na minha ira e no meu furor; porquanto escondi o meu rosto desta cidade, por causa de toda a sua maldade. Eis que eu trarei a ela saúde e cura, e os sararei, e lhes manifestarei abundância de paz e de verdade. E removerei o cativeiro de Judá e o cativeiro de Israel, e os edificarei como ao princípio. E os purificarei de toda a sua maldade com que pecaram contra mim; e perdoarei todas as suas maldades, com que pecaram e transgrediram contra mim; E este lugar me servirá de nome, de gozo, de louvor, e de glória, entre todas as nações da terra, que ouvirem todo o bem que eu lhe faço; e espantar-se-ão e perturbar-se-ão por causa de todo o bem, e por causa de toda a paz que eu lhe dou. Assim diz o Senhor: Neste lugar de que vós dizeis que está desolado, e sem homem, sem animal nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém, que estão assoladas, sem homem, sem morador, sem animal, ainda se ouvirá: A voz de gozo, e a voz de alegria, a voz do esposo e a voz da esposa, e a voz dos que dizem: Louvai ao Senhor dos Exércitos, porque bom é o Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre; dos que trazem ofertas de ação de graças à casa do Senhor; pois farei voltar os cativos da terra como ao princípio, diz o Senhor" (Jeremias 33:3-11)

Neste dia lembro que quase não dormi e estava fazendo o livro Desafio de amar. Gente..... lembro que decidi fazer esse livro e acho até que pode ter ajudado a me fazer enxergar muita coisa também, mas sinceramente, só façam se tiverem certeza, orem a Deus antes. Pois bem, o desafio do dia era escrever uma carta de amor.. como assim?? Eu queria matar!! Mas, resolvi continuar o desafio e escrever, deletei o fato do ocorrido no dia e escrevi a carta. 

Guardei para entregar no dia seguinte, pois havíamos meio que combinado que iriamos na igreja, mas eu não queria ir mais, estava com raiva e só perdi com isso. A pregação era toda para ele, depois entendi a cilada do inimigo que caí. Mas, enfim... fomos almoçar e quase falei do que vi, mas me segurei, apenas disse que fui ao mesmo shopping no dia anterior e percebi que ele se incomodou talvez por receio de eu ter visto. Entreguei a carta e ele leu ali mesmo, ficou pensativo e depois ainda fomos para um chá de bebê de uns amigos. 

Na volta ele me perguntou se eu achava que ainda tínhamos volta. Fiquei chocada! Como assim? Imagina se eu tivesse feito o flagra? Falei que sim, mas pedi calma para orarmos. Falei inclusive para Deus que sabia que um cordão de três dobras era mais difícil de quebrar e depois fui glorificar o nome do Senhor!!! Continuei os meus jejuns, depois disso fomos cada vez mais nos aproximando, até o dia que ele disse que voltaria de vez para casa!! E voltou no dia 3 de março, no dia que estávamos em jejum no grupo, voltou para honra e glória do Senhor!! A Ele seja dada toda a glória!! Assim como disse a palavra :

“Não por forca, nem por violência, mas pelo meu espírito!!” (Zacarias 4:6

Foi isso que fiz!! Confiei na Palavra!! Se eu fosse citar todos os versículos que me orientaram neste período eu citaria a bíblia inteira, mas quero deixar alguns aqui: 

"No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor" (1 João 4:18)

Irmãos eu tinha medo, muito medo! Mas quando eu deixei o amor de Deus entrar em mim o medo foi saindo! Foi incrível! E quando eu passei a dar esse amor, as coisas mudaram!! 

"Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito" (Colossenses 3:14)

Meu conselho para vocês é: não murmurem, deixem ir, deem a outra face. O Senhor os justificará! Esperem Nele!! Confiem!! 

Camila Noronha 
canoronha12@gmail.com 

sexta-feira, 23 de março de 2018

Aprendendo a caminhar no deserto....


Quem um dia sonhou em conhecer o deserto jamais imaginou que seria dessa forma, por um término de casamento ou relacionamento, creio eu, que muitos pens
Aí você me pergunta: E precisava ser dessa forma?? Com tantos sofrimentos?? Simmmmm.... se fosse de outra, você ouviria a voz de Deus???

Bom meus amados, o que posso dizer é que tem vida após a travessia do deserto, mesmo com os pés inchados e calejados pela caminhada, mesmo com o corpo queimado pelo sol, tenham certeza que sairão fortalecidos e renovados, pois quando pensamos que estamos fracos aí que estamos fortes. Nada, absolutamente nada é em vão, não foi por acaso que foi escolhido para essa grande missão, percorrer o deserto, é como uma maratona, você não chega ao pódio logo no início, você é treinado e capacitado para vencer todos os obstáculos e então alcançar o almejado pódio. Isso requer tempo, treino para preparar o corpo e a mente, e talvez o mais importante.. FOCO. aram em excursões mirabolantes, fotografando cenários incríveis e até mesmo sendo carregados em lombos de camelos e dromedários, ledo engano rsrsrs!!! Esse deserto que muitos estão percorrendo hoje foi a forma mais eficaz que Deus encontrou para chamar a sua atenção e assim te trazer para mais perto dEle. 

Vejo muitas pessoas parando antes da travessia, morrendo no meio do caminho, se desviando do objetivo, se perdendo e rodando no deserto. Isso é triste, pois percebo que a maioria não quer pagar o preço, não quer se esforçar e tampouco se sujeitar as vontades do Senhor, ou seja, querem a benção, mas não compromisso com o possibilitador dessa benção. Entendam uma coisa simples e verdadeira, ”ninguém passará por você o que é para você passar”, posso orientá-lo por já conhecer o caminho, afinal estive lá queimando a moleira tanto quanto você está hoje, no entanto, a travessia é sua, o trajeto é seu, o mapa com as informações essenciais eu tenho e posso te repassar, porém não queira chegar do outro lado sem antes percorrer o caminho, como disse antes, não há como um atleta estar no pódio sem antes treinar para o merecido prêmio. 

Escrevo sem medo de errar, a vitória é certa quando nos posicionamos da forma correta e nos submetemos à vontade de Deus, muitos me perguntam quanto ao tempo, ahhh o tempo é de Deus, é Ele quem determina o final da sua prova, é certo que como um professor Ele vai te avaliando a cada lição para saber se realmente aprendeu o conteúdo, as etapas vão sendo concluídas e ao final vem a nota para que passem de ano, aí é só alegria!!!! E nunca se esquecam: 

“Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). 

Percebam que não são apenas algumas coisas, são TODAS as coisas, ou seja, Deus está cuidando minuciosamento com primor nos detalhes para que todas as áreas da sua vida sejam mudadas para melhor, sim amados, mesmo não vendo nada, mesmo em meio ao turbilhão que está sua vida, Deus está ao seu lado cuidando de todos os detalhes, até a dor é utilizada para o seu crescimento. Será que você estaria orando às madrugadas, congregando, louvando ao Senhor como está, se caso seu casamento não estivesse em crise? Será que buscaria ao Senhor com tanto afinco se tudo em nossa vida estivesse bem??? Respondo veemente que NÃO, rsrs. Somos falhos e errantes, a gratidão e dedicação com a obra do Senhor não é o nosso forte, ou não era. 

Como aprender a caminhar no deserto? Uma pergunta tão simples e com uma carga tão grande, afinal é o a chave para encontrar a saída, e quem não quer sair do deserto hoje??? Todos, não é mesmo!!! O caminhar no deserto deve ser um compromisso primeiramente com Deus de que vai amá-lo e seguí-lo em seu caminho, independente de qualquer situação; mirar no alvo e focar sempre determinado a alcançar o objetivo mesmo com todas as adversidades que hão de vir; assumir a responsabilidade de lutar pelo seu casamento, amando seu cônjuge com amor ágape; cumprir com seu papel seja de homem e de mulher como está descrito na palavra do Senhor, cada qual com suas responsabilidades; se santificar orando, jejuando, congregando e buscando as coisas do alto; tirando toda mágoa, orgulho, soberba, egoísmo, falta de perdão, entre outros lixos espirituais que impendem a benção de chegar; ler e praticar a palavra de Deus - Bíblia. 

Esses são alguns conselhos para que você percorra o deserto o mais rápido possível e que consiga chegar à terra prometida que emana leite e mel, sim meus amados, quando toda a prova passar e quando a recompensa chegar podem ter certeza que saciarão do melhor dessa terra, pois Deus é justiça e está atento a nossa caminhada. Vocês não se preocupem com o trajeto, pois mesmo árduo não faltará nada àqueles que creem na providência do Senhor, assim como fez com Moisés, assim o Senhor fará com vocês. 

“Então disse o Senhor a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não” (Êxodo 16:4

Tudo é para honra e glória do Senhor, ouço muitas pessoas dizendo que serão honradas depois da prova, discordo e digo que serão justificadas, pois quem tem que ser honrado e glórificado é o nosso Deus todo poderoso que não desampara um justo na terra. No deserto Ele estará contigo e quando sairdes do deserto, Ele também se fará presente em todos os momentos te orientando por meio da sua palavra e sem te desamparar jamais. 

“...como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei” (Josué 1:5)

Se falta fé peçam a Deus que Ele tem todo o poder e misericórdia para derramar em vocês a fé necessária para essa peleja; se faltam suprimentos materiais e espirituais, clamem a Ele que no seu grande amor providenciá; se falta coragem orem e se revistam a armadura de Deus (Efésios 6;10) para que possam combater um bom combate. 

Meus amado se estivermos com Deus e Ele com nós nada nos faltará, o Senhor sobervejará, estaremos em abundância prontos a ajudar aqueles que necessitam de algo, mesmo que seja apenas uma palavra. Deserto não é lugar de morte, deserto é lugar de conhecer a Deus verdadeiramente e para ter uma vida cristã, mude sua visão e olhe sob outra perspectiva, você está no deserto para crescimento e aprendizado, saíra diplomado e com a graduação viverá o melhor dessa terra junto com Deus. 

No início da minha travessia pelo deserto, demorei a entender qual era o real propósito de ter que percorrer aquele território com terras tão ardentes, a todo momento me vitimava e me sentia “A INJUSTIÇADA”, “A SOFRIDA”, “A ABANDONADA”, “A MAL AMADA”, e enquanto me coloquei nesse papel de vítima, fui a mais tola de todas, rodando pelo deserto sem encontrar a saída. Depois de muita oração e comunhão com Deus, Ele me mostrou que tudo seria para o meu bem, simmmmm, para o meu crescimento espiritual, para a libertação de muitos conceitos equivocados e principalmente, para quebrar com o "MEU EU” e me fazer uma nova pessoa. 

"Nunca mais te chamarão: Desamparada, nem a tua terra se denominará jamais: Assolada; mas chamar-te-ão: O meu prazer está nela, e à tua terra: A casada; porque o Senhor se agrada de ti, e a tua terra se casará" (Isaías 62:4)

Digo que foram dias difíceis onde por muitas vezes quis parar pelo meio do caminho, mas no fundo eu sabia que algo grande o Senhor tinha preparado para mim e só almejava a minha confiança e minha entrega. Fiquei no deserto por 1 ano e 10 meses, nesse período tive alguns descansos, verdadeiros oásis em meio a terra ardente, por muitas vezes acreditei piamente que fosse o fim do deserto, na realidade eram apenas refrigérios, algo para me refrescar em água pura e sombra fresca para continuar a caminhada. Nesse período eu e meu esposo chegamos a voltar, no entanto não era o momento, fiquei indignada com a atitude imatura dele em algumas ocasiões e percebi que a maior lição seria a minha: CONFIAR EM DEUS E NÃO NO HOMEM.


Prossegui com fé que uma hora meu cativeiro seria virado e que meu casamento seria restaurado, o que finalmente aconteceu depois do período de 22 meses, para uns foi muito tempo e para outros, pouco, mas para quem passou como eu, foi o suficiente para aprender como ser uma mulher cristã, sábia e mansa nas palavras. Agradeci e agradeço a Deus pelo meu milagre, sou grata ao Senhor pela sua infinita misericórdia na minha vida, gratidão é tudo, antes de você pedir qualquer coisa, comece primeiramente a agradecer, sejam  gratos. 

O meu pedido depois que meu casamento foi restaurado foi que Deus quebrasse a barreira que ficou entre mim e meu marido e que pudéssemos falar “Eu te amo” verdadeiramente, olho no olho, sem ser forçado. Confesso que travei nessa questão porque parecia falso pronunciar algo que ficou adormecido, talvez por todas as decepções que passei. Meu marido também não falava, dizia que sempre se declarou e não tinha reciprocidade. Bem, comecei a orar por isso, para que o Senhor quebrasse essa barreira e que pudéssemos nos declarar um para o outro e não ficar apenas no “amo vocês” ( como ele dizia se referindo a mim e a nossas filhas). 

E para honra e glória do Senhor Ele moveu o coração do meu esposo e o meu também, nesse mês ele me confessou que ansiava que eu o amasse, eu disse que o amava, ele me olhou nos olhos e disse: “Eu te amo muito muito muito”. Glorifiquei ao Senhor em pensamento!!! Ele ainda me falou “preciso ouvir seu Eu te amo todos os dias, se não estivermos juntos que seja pelo menos por mensagem!!!”. Irmãos como fiquei feliz e agradecida por esse pedido de oração que foi atendido, para muitos pode ser pouco, mas era algo que me incomodava muito. 

Nosso Deus não falha, mesmo que eu seja falha e imperfeita, Ele me mostra sua perfeição nos mínimos detalhes. Hoje tenho absoluta certeza que meu casamento foi restaurado por completo, não apenas pelas palavras e sim, pelas atitudes e sentimentos. Deus juntou os cacos, os destroços, o que estava acabado, restaurou minha vida, forjou meu caráter, trouxe de volta meu marido, isso tudo porque Ele é Deus, somente Ele pode fazer isso, Ele é o Todo poderoso!!! 

Por isso, DIGO, REPITO e REAFIRMO, levem todas as angústias para Deus, Ele resolve amados, no tempo dEle, tem quase 2 anos que Deus trouxe meu esposo de volta, nesse período ficávamos “amo vocês!!”, englobávamos as filhas, família, mas não um EU TE AMO verdadeiro. Meu marido se declarou espontaneamente, disse que ME AMA MUITO e a única coisa que ele quer nessa vida é me fazer feliz e cuidar da nossa família. 

Não foi fácil o percurso, muitas afrontas, vontade de desistir, caminhada árdua, tudo para que eu vencesse a mim mesma todos os dias. Nada foi da forma que planejei, porque se fosse não seria Deus, seria EU!!! Tudo foi encaminhado por Ele, no tempo dEle, da forma dEle, eu orava e clamava pela minha família unida, para que meu esposo tivesse um encontro genuíno com Jesus Cristo. Derramei muitas lágrimas no meu quarto, mas vivi experiências sobrenaturais que jamais pensei que existisse. 
"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu" (Eclesiastes 3:1)
Amados Deus é verdadeiro, Ele é nosso pai que zela e cuida de nós nos mínimos detalhes, Ele não esta longe, Ele está pertinho de vocês. Antes eu orava por alguém muito distante, que conhecia só de ouvir falar, hoje oro pelo meu Pai todo poderoso, criador do céu e da terra, meu amigo, meu amado, minha força e fortaleza, sou rica porque meu pai é rico, Ele é o dono do ouro e da prata, é o criador do universo, nos deu a vida, tem riqueza maior que essa? 


Passei momentos terríveis, tudo consequência da minha plantação, colhi frutos amargos, difíceis de digerir, ouvi meu marido dizer que não me amava mais; que eu tinha matado o amor que ele sentia por mim, que preferia morrer a voltar comigo; que eu tinha acabado com a vida dele, que a vontade dele era ficar longe de mim para sempre; ouvi ameaças dele em sequestrar nossa bebê para que eu nunca mais pudesse vê-la; ouvi dizer que não voltava comigo nem se Jesus Cristo voltasse na terra, foram dias e meses de angústias e tudo por quê??? 


Para eu saber quem realmente dá a última palavra, erradamente eu ouvia meu marido e não o meu Deus, sofria pelo que meu esposo proferia a meu respeito e não o que Deus me dizia; sofria por olhar as circunstâncias e não olhar para alto de onde vem o meu socorro; sofri por ser desobediente e não submissa; parei de sofrer a partir do momento que foquei em Deus, na minha saída do deserto, na ânsia da terra prometida. 


Depois do foco acertado tudo mudou, ABSOLUTAMENTE TUDOOOO, comecei a plantar frutos bons, minha plantação foi frutífera e estou colhendo bons frutos com sabor doce como o mel. Tudo isso, porque MEU DEUS é fiel, demorei a entender que com Ele não temos perdas jamais. Meu relato é simplesmente agradecer e engrandecer o nome do nosso criador e dizer que “nada, absolutamente NADA é demasiadamente difícil para Ele”. 

"Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria" (Salmos 126:5)

"A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos" (Ageu 2:9)
Antes de Deus mudar os nossos cônjuges, Deus quer mudar a nós primeiramente, e para isso permite que várias situações nos acometam. Não peçam apenas a mudança do cônjuge, peçam a mudança de vocês, a partir dessa obediência, Deus começará a trabalhar na vida dos esposos, filhos, família e amigos. Ele transforma, Ele quebra o barro para moldar novamente na perfeição do céu, fui quebrada, amassada, entrei na fornalha ardente como Sadraque, Mesaque e Abdnego, mas o anjo do Senhor me livrou do fogo, me trouxe para um lugar seguro e me deu paz. 

Apenas creiam.. eu nasci para crer!!! ♥ 

Fiquem na paz!!! 

Sol - blog Restaurar Casamentos
www.restaurarcasamentos.blogspot.com.br